Vendas
09/04/2020 • 4 MIN LEITURA

Veja como calcular o preço dos ovos de Páscoa caseiros

O mês de abril já chegou — e com ele, a oportunidade de comercializar diferentes tipos de produtos de chocolate. Assim que investir nessa ideia, será possível garantir bons lucros para o seu negócio ou, simplesmente, aumentar a sua renda mensal. Contudo, entre os marinheiros de primeira viagem, é comum que uma tradicional dúvida apareça nesse período: afinal, como definir o preço dos ovos de Páscoa?

Como sabemos bem, o objetivo de todo empreendedor, seja ele de grande, pequeno ou médio porte, é conseguir alcançar bons ganhos com essa atividade. Mas, para não sair no prejuízo ou, tampouco, prejudicar a imagem da sua empresa diante da clientela, é fundamental estabelecer um valor justo para cada produto — sempre considerando as movimentações do setor, as preferências do consumidor e, até mesmo, os produtos que serão usados no preparo das mercadorias.

Seja na Páscoa, ou longe dessa época, é sempre bom saber como precificar as suas produções. Por isso, criamos esse post repleto de dicas que ajudarão você a se guiar daqui para frente. Para conferir quais são elas, continue acompanhando a leitura e anote as recomendações.

Considere os ingredientes e embalagens usados na produção

O primeiro passo para definir o preço dos ovos de Páscoa é, sem dúvida, ponderar quais foram os itens utilizados para produzir esse produto. Esse é o caso do tipo de chocolate que você comprou, dos ingredientes que foram usados para preparar o recheio (se houver), das possíveis coberturas e por aí em diante.

Também é interessante adicionar os gastos relacionados aos utensílios e embalagens, sejam elas de papel, plástico ou outro material, como fitas, brilhos e demais aplicações. Assim que chegar ao valor total, inclua 10% para suprir as chamadas despesas invisíveis, que é o caso do gás, da luz e da água. É bem simples!

Avalie o tempo gasto para preparar as suas receitas

Outro ponto que não pode passar despercebido durante o seu cálculo, é o tempo gasto para produzir cada unidade de ovo de Páscoa.

Vamos aos exemplos? Imagine que, em média, você leva três horas do dia para preparar até 10 unidades. Nesse cálculo, é preciso considerar desde o período gasto para realizar as suas compras, elaborar as receitas, esperar os produtos ficarem prontos, embalar as unidades e limpar toda a cozinha.

Com essas informações em mente, procure dividir as três horas, ou seja, os 180 minutos por 10 — que é o valor equivalente ao número de unidades preparadas. O resultado é 18 minutos que, diante dessa fórmula, será o tempo mínimo para fabricar cada ovo.

Converta o tempo do seu trabalho em dinheiro

Agora que você já sabe quanto tempo leva até produzir uma unidade, o que acha de converter esses minutos em reais? Para calcular esse valor, basta considerar o tipo de produto que será vendido, além do piso salarial da sua cidade de atuação.

Se, na sua região, a remuneração mais comum para essa atividade for R$2.500, procure dividir esse montante por 180 — referente a quantidade média de horas trabalhadas mensalmente por um colaborador dentro de uma empresa.

Com isso, será possível chegar ao valor da sua mão de obra por hora. Nesse cálculo, o resultado será um pouco mais do que R$13. A partir desse dado, elabore uma regrinha de três bem simples, até encontrar qual é a quantia que deverá ser somada a cada unidade de ovo fabricada.

Funciona assim: divida os R$13 pelos minutos (60) e, em seguida, multiplique por 18 — que será o tempo gasto para preparar cada unidade, conforme mencionamos no tópico anterior. Aqui, o total será, aproximadamente, R$3,90 — valor, este, que diz respeito ao tempo gasto para preparar um único ovo.

Logo, se a sua hora de trabalho equivale a R$3,90, e você leva 3 horas para produzir um único ovo, o valor mínimo a ser cobrado por unidade é R$11,70 — para os modelos de sabor simples e tamanho pequeno. Lembre-se ainda, de acrescentar os gastos mencionados no primeiro tópico, que incluem os ingredientes, a embalagem e as despesas invisíveis.

Chegue ao valor final da venda

Depois de passar por todas as etapas anteriores, você terá mais facilidade para calcular o preço dos ovos de Páscoa. Antes de montar a sua tabela, porém, é importante realizar uma pesquisa de mercado, sempre considerando a média cobrada por outros empreendedores localizados no mesmo bairro que o seu.

Para não cometer erros, veja se o preço estipulado é, de fato, competitivo e capaz de atrair a atenção do público, estimulando os clientes a fecharem novos negócios mesmo em outras datas. Tudo isso, é claro, sem que você saia no prejuízo e o seu trabalho consiga ser valorizado.

Após essa leitura, esperamos que tenha ficado fácil saber como definir o preço dos ovos de Páscoa e fazer com que o seu negócio decole em 2020. Caso tenha gostado, aproveite para compartilhar o post nas suas redes sociais e manter os seus contatos atualizados no assunto. Até breve!