Vendas
27/11/2020 • 8 MIN LEITURA

Como obter sucesso nas vendas de doces de Natal

Com a alta do desemprego durante a pandemia, muitos brasileiros recorreram a outras fontes para obter renda, o que fez com que empreendessem por necessidade. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo Sebrae, a categoria de fornecimento de alimentos é uma das que mais cresceu no período, participando dos 10,2% de aumento de microempreendedores. Foram mais de 892 mil formalizações no primeiro semestre de 2020.

Um dos segmentos que fomenta esse crescimento é o de produção de doces e bolos, sendo uma ótima alternativa para quem deseja trabalhar em casa. Para quem já trabalhava com produção própria e caseira antes da pandemia, o novo cenário do setor exigiu aperfeiçoamento de processos, de apresentação e divulgação de seus produtos.

E para quem está começando, as festas de fim de ano se tornam uma ótima oportunidade, já que nesta época acontecem várias confraternizações, aumentando a demanda de alimentos.

Oportunidade para o setor de distribuição de alimentos

Com certeza você já contou os dias para a chegada de uma das épocas com os melhores pratos do ano. Assim como você, seus potenciais clientes também esperam pelas delícias de fim de ano, então por que não se preparar para oferecer os seus produtos?

Não sabe por onde começar? Então confira estas dicas:

  • De acordo com suas habilidades e limitações, defina seu cardápio para que possa otimizar o processo de produção. Assim você consegue se programar para não perder tempo com imprevistos;
  • O segundo e mais importante passo para começar é se planejar. Liste todos os seus gastos, desde matéria-prima até transporte, para definir o valor de seus produtos para obter lucro e não sair no prejuízo. Valorize seu trabalho;
  • Quando se trabalha com alimentos, o sabor precisa ser o foco principal. Escolha ingredientes de qualidade, isso garante o resultado final de seu produto e satisfação e fidelização dos seus clientes;
  • Capriche na apresentação e divulgação. Mesmo antes de provar o alimento, seu cliente será visualmente atraído, para aí sim ter o interesse despertado;
  • Para que as pessoas conheçam seus produtos, elas precisam ser alcançadas por sua divulgação, então use e abuse das redes sociais com fotos e vídeos no feed e nos stories;
  • Use o Canva para fazer a imagem do cardápio e compartilhar nas redes, inclusive em seu WhatsApp, que pode ser uma ótima ferramenta de vendas;
  • Se preocupe com o pós-venda. Embora muitos não deem a devida atenção após a venda, essa etapa é imprescindível para que você saiba o que precisa melhorar, além de coletar feedbacks positivos para gerar prova social e fidelizar seu cliente.

Agora que já sabe com o que precisa se preocupar para obter sucesso em seus negócios, que tal algumas sugestões de doces para vender nesta época?

5 dicas de doces para vender no Natal

Fim de ano, sem dúvidas, é uma das épocas que possuem as comidas tradicionais mais saborosas. Não é à toa que sempre começamos o novo ano com alguns quilinhos a mais. Então use a época e as delícias mais pedidas a favor dos seus negócios. Confira nossas sugestões:

1 – Tipos de panetone

Não dá para pensar em Natal sem lembrar dos panetones, uma das comidas símbolo da data. Mas o legal é explorar o prato trazendo opções que vão além das tradicionais frutinhas secas ou gotas de chocolate.

Hoje, você pode usar sua criatividade culinária e trazer novos sabores para compor a receita. Uma das possibilidades de combinação com a massa tradicional é o uso de recheios com sabores diferentes, como brigadeiro, creme de avelã, beijinho, mousse de frutas da época, entre outros.

Uma proposta que tem feito sucesso pela facilidade de produção e consumo são os panetones de pote, uma opção que intercala massa e recheio. Outra opção é o brigatone, um brigadeiro com recheio de massa de panetone. Diferente, não é?

2 – Biscoitos decorados

Não tem quem resista a um biscoitinho com formatos fofos e natalinos. Você pode escolher as receitas que tem mais habilidade de produzir — na internet, você encontra milhares para definir quais oferecer para o seu público, mas o grande diferencial fica por conta da decoração que os biscoitos receberão.

Além de saborosos, eles compõem a decoração de Natal e, com uma embalagem decorada, podem até virar lembrança/presente.

3 – Brownies

Este é um doce que tem feito muito sucesso por seu sabor e preparo simples, sem contar as milhares de boas receitas que também encontramos na internet.

Se seu objetivo for oferecer apenas um tipo de doce, o brownie é uma ótima escolha por permitir vários sabores e combinações de ingredientes. Além disso, você também pode decorar como preferir, mantendo o sabor, mas deixando-os com a cara do Natal!

4 – Cookies

Assim como o brownie, o cookie é um doce que tem surgido com muitas variações de sabores e combinações de ingredientes, permitindo que confeiteiros ofereçam uma gama de opções para seus clientes, incluindo receitas veganas, low carb, entre outras.

Uma grande vantagem desse doce é a possibilidade de congelar a massa e assar conforme a demanda. Assim você simplifica o processo e garante cookies sempre fresquinhos.

Também é muito fácil deixá-los com clima de Natal. Além de usar ingredientes que remetem à data, como frutinhas, confeitos vermelhos e verdes, você pode caprichar na embalagem natalina!

5 – Rabanada e rosca natalina

São duas sobremesas tradicionais que trazem gostinho de infância e lembranças de Natal em família, por isso muitas pessoas optam por encomendar — para garantir que fiquem no ponto ideal.
Agora que você já tem várias ideias do que vender para lucrar no último mês do ano, vamos falar sobre a fase em que o marketing entra em ação para promover seu trabalho. Com dedicação e foco, você pode alcançar muitas pessoas!

Como ter sucesso nas vendas

Já escolheu os produtos que vão compor seu cardápio? Agora é o momento de planejar a forma com que conseguirá clientes. Para isso, existe um conjunto de ações que fará seu negócio alcançar pessoas que vão além do seu ciclo de amigos e familiares.

Embalagens

O sabor do seu produto, sem dúvidas, é o que mais importa na hora de conquistar e fidelizar seus clientes. Mas, antes de provar, ele vai olhar, e o visual do que você produziu está ligado diretamente à decisão de compra do consumidor. Eles precisam comer com os olhos antes de, de fato, sentir o sabor.

Para que todo o conjunto contribua para o convencimento da compra, é necessário investir em embalagens que conquistem o cliente antes de qualquer coisa. Busque embalagens práticas, que facilitam o consumo, com design diferente, que tenham durabilidade e demonstrem o seu cuidado com o que faz.

Escolha uma empresa que produz embalagens pensando em você e no seu cliente — elas são um item importantíssimo na valorização do seu produto!

Confira aqui nosso catálogo de embalagens para o Natal

Divulgação

Quanto mais pessoas conhecerem seu negócio, mais chances de ampliar a quantidade de clientes. E para isso há dois aliados: divulgação em redes sociais e fotos que vendem.

A internet sempre foi uma ótima ferramenta para divulgação, e com o fechamento do comércio devido à pandemia, as redes sociais se tornaram uma vitrine infinita e uma das principais fontes de consumo.

Em meio a tantos outros empreendedores no segmento, suas fotos e a forma como divulga podem destacar o seu negócio. Tente fazer com que sintam vontade do seu produto apenas olhando as fotos. Mostre a textura da massa, a cremosidade do recheio, como ele é ao partir, demonstrando ao público qual será a experiência ao provar (ah, um celular com câmera boa é o ideal. Então, caso você não tenha um, empreste de alguém da família ou amigos).

Capriche na composição das fotos, prepare o cenário, use o melhor ângulo, edite as imagens — tudo de modo a deixar seu produto mais atraente. Mostre aos clientes como ficará numa mesa de Natal, com o que ele pode ser servido (ex.: brownie com sorvete), como ele pode ser embalado. Isso tudo amplia a ideia sobre seu produto.

Nas redes sociais, você também pode mostrar nos stories o processo de produção, seu cuidado ao preparar, sua matéria-prima de boa qualidade, além de divulgar o feedback de seus clientes.

As transmissões de WhatsApp e compartilhamentos em grupos do Facebook permitem um alcance em massa, sendo uma ótima estratégia para fazer com que mais pessoas conheçam seu empreendimento.

Atendimento

Não adianta ter o doce mais gostoso, as fotos mais atraentes e vários interessados se não houver dedicação no atendimento. O cliente pode estar convencido a fazer uma encomenda com você, mas se não for bem atendido, pode desistir facilmente.

O tempo de resposta e a forma como responde precisam ser uma das principais preocupações no contato com o cliente. Caso a rotina de produção seja cheia, impedindo um atendimento rápido, deixe uma resposta automática para que o cliente entenda que será respondido em breve (aqui, você já pode disponibilizar aquele cardápio geral que sugerimos criar no Canva). Ter alguém exclusivamente para ajudar no atendimento pode ser uma boa opção para garantir que mensagens diretas nas redes sociais, comentários e mensagens no WhatsApp sejam respondidos com mais agilidade.

Dica: utilize o WhatsApp Business, assim você pode separar conversas pessoais das profissionais, além de utilizar funcionalidades que o comum não possui. Nele, você consegue colocar localização, criar mensagens automáticas, criar um catálogo com seus produtos, entre outras funções que podem ser úteis para o seu negócio.

O atendimento não acaba quando o cliente paga e recebe o pedido, procure entrar em contato para obter um feedback. Além de demonstrar preocupação com a satisfação do cliente, você pode identificar pontos a serem melhorados e comentários positivos para mostrar aos futuros clientes seu comprometimento com o que faz.

Esse contato com o cliente pode ser decisivo, por isso toda atenção e cuidado são essenciais. Use o atendimento a seu favor!

Esperamos que este breve guia ajude sua produção caseira. Agora, mão na massa!