Marketing & Publicidade Sem categoria
07/10/2020 • 5 MIN LEITURA

Como escolher a paleta de cores para embalagens? Veja aqui!

Você sabia que existem inúmeros elementos relevantes na hora de projetar uma caixa, embrulho ou sacola personalizada? Entre eles, destacamos as texturas, as formas, os materiais e por aí em diante. Inclusive, é durante esse processo que escolher a melhor paleta de cores para embalagens se torna essencial.

Inicialmente, alguns gestores e empresários consideram esse detalhe um tanto superficial. Porém, na prática, ele poderá ser o responsável pelo sucesso de sua marca, já que conseguirá atrair o público, estabelecer um sentimento de identificação e, até mesmo, fidelizá-lo. 

Mas, o que deve ser considerado nesse planejamento? Qual é a real influência dos tons no sucesso das vendas? Neste post, te contamos tudo sobre o assunto. Para saber como decolar e vencer a concorrência, continue acompanhando a leitura e atualize-se!

Considere a identidade da marca

Quando falamos a respeito de algumas marcas, automaticamente, nos lembramos das cores de suas logos ou embalagens. Isso acontece, porque as tonalidades, quando escolhidas de forma correta, conseguem transmitir exatamente o espírito de uma empresa. Como exemplo, podemos destacar diversos nomes: Coca-Cola, Mcdonald’s, Maizena, Nestlé e muitas outras.

Sendo assim, é fundamental que, na hora de eleger uma paleta de cores para embalagens, você considere toda a identidade visual do seu empreendimento. Com esse cuidado, será possível aproveitar inúmeros benefícios. Abaixo, selecionamos os principais deles.

  • reconhecimento: a utilização certeira das cores pode fazer com que o público reconheça com mais facilidade o seu negócio. No dia a dia, esse detalhe consegue influenciar de forma significativa a confiança do cliente;
  • razão de compra: na maioria dos casos, os consumidores são atraídos, principalmente, pela cor de um produto no momento de fechar uma compra;
  • visual: a utilização das tonalidades é um fator determinante para lançar novas coleções ou produtos no mercado. Isso porque, esses elementos conseguem criar uma conexão de apelo emocional com o público-alvo, o envolvendo e fidelizando.

Como escolher a paleta de cores para embalagens? Veja aqui!

Foto: mindsparklemag.com

Pense no consumidor e no público-alvo

O primeiro passo para definir a paleta de cores para embalagens, é voltar a atenção para o seu público-alvo. A verdade, é que cada indivíduo tem uma interação diferente com as tonalidades, dependendo de sua trajetória de vida. De qualquer forma, existem alguns tons que se encaixam melhor com a proposta de cada negócio, assim como, com as características de seus consumidores.

Vamos aos exemplos? Normalmente, as marcas que trabalham com foco no setor infanto-juvenil, tendem a investir em combinações coloridas, com tonalidades alegres, vibrantes e chamativas. Já aquelas que oferecem produtos e serviços para adultos, investem em opções mais sóbrias, excelentes para transmitir confiança e credibilidade.

E mais: os consumidores compulsivos são constantemente atraídos pelos tons avermelhados, amarelados e alaranjados. Em contraponto, os racionais costumam gostar de tonalidades sóbrias, sendo o verde e o azul-marinho as principais delas.

Fora essas questões, também é essencial compreender que as cores podem seguir um padrão de reação no público. Ao escolher a sua paleta, é importante entender o significado psicológico dos tons e como eles conseguirão refletir a sua visão do mundo dos negócios.

Como escolher a paleta de cores para embalagens? Veja aqui!

Foto: 25ah.se

O significado das cores

  • Vermelho: reflete paixão e ação. É indicado para empresas que atuam no setor gastronômico ou automobilístico. Quando usado em tons escuros, é uma ótima solução para corretores imobiliários e advogados, já que transmite segurança;
  • Azul: sinônimo de conservadorismo, lealdade e transparência. Consegue transmitir tranquilidade, sendo ideal para psicólogos, empresas na área financeira ou de informática;
  • Verde: está relacionado ao equilíbrio, crescimento e riqueza. Por isso, é constantemente vinculado ao meio ambiente e ao sentimento de carinho. Excelente solução para marcas de jardinagem, assistência social ou negócios esportivos;
  • Amarelo: pedida perfeita para estimular a mente. O tom está ligado aos processos lógicos, mas também carrega uma proposta despojada e alegre. Pode ser usado em redes de fast-food ou em ofertas de serviços diferenciados. Só tenha cuidado com o exagero, pois o tom em excesso causa ansiedade;
  • Laranja: uma tonalidade que reflete o otimismo. Ótima solução para estimular os sentidos, especialmente, entre negócios de comunicação e organizações comunitárias;
  • Rosa: transborda carinho e tranquilidade. É uma cor incrível para ser aplicada em marcas com foco no público feminino, como aquelas de moda, beleza e doces finos. Fora isso, é uma boa solução para quem pretende atuar com o público adolescente ou oferecer produtos mais acessíveis;
  • Roxo: desperta a espiritualidade, a criatividade e a imaginação. É uma cor que está alinhada com os sonhos, o mundo lúdico e o futuro. Logo, esta pode ser uma alternativa fantástica para artistas, místicos e negócios que produzem itens de alto valor e qualidade;
  • Preto: carrega seriedade e poder. Por um lado, sugere mistério e, por outro, elegância. Tal tonalidade pode ser vista em marcas de bebidas alcoólicas, produtos exclusivos para o público masculino, negócios do setor de automóveis, joias e cosméticos luxuosos.

Como escolher a paleta de cores para embalagens? Veja aqui!

Foto: inke.com.au

Use ferramentas que oferecem paletas de cores prontas

Criar uma paleta de cores para embalagens pode não ser uma tarefa tão simples assim. Mas, nada de pânico! Se você ainda não possui a sua, saiba que existem algumas ferramentas incríveis para te ajudar nessa inspiração.

A mais famosa delas é a Coolors, que conta com uma interface simples e intuitiva, onde é possível gerar uma série de combinações de tonalidades para o seu negócio.

Outra possibilidade, é o famoso Adobe Color — antigamente conhecido como Adobe Kuler. Lá, você também conseguirá criar diversas paletas e, de quebra, poderá integrar a produção com outros softwares da própria Adobe. Bem legal!

E obviamente, não acabamos por aí. Na internet, há muitas opções de ferramentas. Inclua mais algumas em sua lista:

Como escolher a paleta de cores para embalagens? Veja aqui!

Foto: helloginger.com

Aprenda como harmonizar as cores

Por último, que tal aprender como montar uma paleta de cores bem equilibrada? Existem vários caminhos para harmonizar as tonalidades de sua embalagem — sem que seja preciso ter um profundo conhecimento na área. As estratégias mais básicas são:

  • monocromático: utilize uma única cor, mas em diferentes tonalidades. Por exemplo: azul-claro, azul-médio e azul-escuro. Com isso, a sua produção terá um contraste interessante e, ao mesmo tempo, muita personalidade;
  • cores complementares: monte um visual com base em tons que estão opostos na famosa escala de cores. Esse é o caso do cor-de-rosa e do verde;
  • invista em três ou quatro tons: dentro do círculo de cores, trace um triângulo e utilize os tons sinalizados em cada extremidade. Para ilustrar, destacamos o roxo, o verde e o laranja.

Como escolher a paleta de cores para embalagens? Veja aqui!

Foto: artaminix.it

Viu só? Há inúmeras maneiras para criar uma bela paleta de cores para embalagens. Agora que você já conhece os meios, o que acha de continuar se aprofundando no assunto?

Aproveite para ler o nosso outro artigo e entender a diferença entre a identidade e a imagem da marca. É rápido e vale a pena!